Nova pagina 1

Destaques

Outros destaques

Brasil

Mundo

Dinheiro / Economia

Variedades

Polícia

Tecnologia

Notícias Bizarras

Celebridades

A+ R A-

Paulínia News - O seu jornal na internet

Reajuste de Pedágios começa valer a partir de hoje

E-mail Imprimir PDF

Por determinação do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), a concessionária CCR AutoBAn reajusta a partir de hoje o pedágio no sistema Anhanguera-Bandeirantes em 6,37%, percentual acima do que foi determinado pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), reguladora do serviço, que estipulou índice de 5,38%. Na RMC (Região Metropolitana de Campinas), apenas a praça de Valinhos, na Rodovia Anhanguera (SP-330), será afetada com o novo reajuste.

De acordo com nota da AutoBAn, o valor do pedágio aumentará em R$ 0,10 nas praças da Anhanguera e da Bandeirantes, com exceção das praças de Nova Odessa, na Anhanguera, e de Sumaré, na Bandeirantes. Atualmente, nestes dois locais, é pago R$ 6,80. Em Valinhos, o valor vai passar de R$ 7,60 para R$ 7,70.

“O reajuste foi feito com base na inflação medida pela variação do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), em 6,3748%, sobre a base das tarifas que vigorou até 30/06/2014. A Artesp havia autorizado o reajuste da tarifa em 5,38%, a partir de 1º de julho de 2014, portanto, abaixo da variação contratual”, disse a empresa em nota oficial.

Para o urbanista da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) Flávio de Castro, especializado em trânsito, o maior problema do reajuste do pedágio é a falta de transparência nos valores divulgados e como se chegam a estes índices.

“Ninguém sabe como são feitas as contas para estabelecer a cobrança. Nessa política, quem sofre é o motorista por trafegar em estradas caríssimas. Todo ano é a mesma situação e os valores nas estradas do Estado de São Paulo são absurdos”, disse.

Outro Lado

A Artesp informou, através de nota oficial, que “está recorrendo da decisão dada pela 3ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo”.

Três concessionárias que administram estradas sob concessão na região - Rota das Bandeiras (Corredor Dom Pedro), Rodovias do Tietê (Rodovia Jornalista Francisco Aguirre) e Renovias (Rodovia Adhemar Pereira de Barros) - informaram que não contestaram o índice de reajuste na Justiça.

A concessionária Rodovias das Colinas (Rodovia Santos Dumont) informou que está analisando, por meio de sua área jurídica, se também vai pleitear o reajuste pela tabela da inflação.

As novas tarifas de pedágio das principais rodovias de São Paulo entraram em vigor no dia 1º de julho, com reajuste médio de 5,29%. O valor desagradou às concessionárias, que queriam um aumento maior nas tarifas, porque o reajuste foi menor do que a inflação acumulada nos últimos dois anos - 13,29%, segundo o IPC-A, período em que não houve reajuste.

Carol Nakamura agride Sidney Sampaio e é expulsa de avião

E-mail Imprimir PDF

Parece que o clima ficou pesado entre Carol Nakamura, 31, e Sidney Sampaio, 34. De acordo com o colunista Leo Dias, do jornal "O Dia", do Rio de Janeiro, a assistente de palco do "Domingão do Faustão" agrediu o noivo em um avião e foi expulsa do local na noite de segunda-feira (21).

Eles iriam para o Valle Nevado, na Cordilheira dos Andes, no sul de Santiago, capital do Chile. O casal começou a discutir e a briga evoluiu para a agressão física. Como foi Carol que estapeou o ator primeiro, a equipe da companhia área pediu para que ela se retirasse. Em seguida, Sidney também deixou a aeronave. As despesas da viagem seriam pagas pela revista "Caras", mas foi cancelada e a publicação já não teria mais tanto interesse nos dois.

Segundo o mesmo colunista, Carol e Sidney voltaram ao avião para buscar o filho da bailarina, que havia sido esquecido no local, e retomaram a briga pela segunda vez. Apesar da discussão acalorada, o casal já teria superado o momento público de estresse.

Apesar da falta de interesse da revista, Carol disse à coluna que viajou para o Chile na manhã de terça-feira (22) junto com o filho e a ex-namorada do rapaz. Sidney não embarcou, porque precisa resolver um problema pessoal. "Se conseguir resolver até sexta-feira, ele vem", comentou. Além disso, ela negou qualquer discussão com o noivo.

É bom lembrar que eles marcaram casamento para 13 de setembro e não seria a primeira briga séria entre os dois.

                                                                                           

Página 1 de 3857

Publicidade - Clique no banner

Atendimento


Powered By: Crafty Syntax
Paulínia.. Paulínia.. Todas Todas