Nova pagina 1
A+ R A-
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

Corpo do motorista de Paulínia envolvido em acidente na divisa de MG e SP é encontrado

E-mail Imprimir PDF

O corpo Rodrigo Cughio, de 25 anos, motorista da carreta bi-trem que caiu da ponte de Água Vermelha no último sábado foi encontrado boiando as margens do rio Grande próximo ao Porto Amaral em Populina no final da tarde desta segunda-feira.

O local onde o corpo foi encontrado fica a aproximadamente 20 quilômetros da ponte, entroncamento com a MG-426 com a SP-543, divisa dos dois estados.

Bombeiros de mineiros e paulistas tiveram dificuldade para mergulhar no local devido à forte correnteza aumentada após o início da vazão da Usina de Água Vermelha.

Populares viram um corpo boiando as margens do rio e chamaram os bombeiros. Familiares estiveram no local e reconheceram a vítima.

Desde o final da tarde de domingo, equipes de salvamento permanecem no local em busca do corpo e da carreta que afundou junto com um tanque carregado com etanol.

Técnicos ambientais de uma empresa particular também ficaram de prontidão para evitar acidente com uma das carretas que se soltou ficando boiando por alguns minutos após ser amarrada por pescadores que estavam no local.

A família do motorista que é de Paulínia-SP ainda permanece na região e aguardam a liberação do IML para velar e enterrar o corpo de Rodrigo Cughio.

A carreta e um dos tanques ainda não foram encontrados.

O ACIDENTE

A Policia ainda vai investigar o que realmente aconteceu a partir de informações de pescadores que estavam na área e viram o acidente.

Preliminarmente o fato teria ocorrido após o motorista da carreta tentar desviar de um caminhão para sobre a ponte. Com a freagem uma das carretas dobrou em forma de “L” fazendo com que o motorista perdesse totalmente a direção do veiculo, batesse da mureta de proteção da ponte e caíssem a uma profundidade de 70 metros.

Um dos tanques se soltou após o impacto com a água ficando parcialmente sobre a superfície e foi levado pela correnteza até ser puxado por pescadores e amarrado à margem do rio.

O bi-trem pertence à empresa Transjordano de Paulínia-SP e o motorista havia carregado os tanques com mais de 50 mil litros de combustível na Usina Coruripe em Iturama.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Artigos relacionados

Publicidade - Clique no banner

Atendimento


Powered By: Crafty Syntax
Paulínia.. Paulínia.. Todas Todas